Hipotricose Capilar

27 abril 2021 | Queda de cabelo|
Hipotricose Capilar

O nosso artigo de hoje vai concentrar-se numa condição rara que provoca a queda de cabelo, desde muito cedo: a hipotricose capilar.

Este é um nome complexo, muito técnico, mas cujo significado é simples: na prática, a completa ausência de pelos e/ou cabelos, em determinadas zonas do corpo, devido a uma mutação genética.

Devido a esta mutação, os padrões de crescimento do cabelo são irregulares, dando origem a zonas do nosso corpo sem qualquer presença de pelo.

Uma vez que o cabelo está também muito associado à autoestima, é comum a hipotricose capilar vir acompanhada por outras inquietações emocionais como, por exemplo, a falta de confiança.

Mas fique tranquilo.

Neste artigo não vai só ficar a saber tudo o que precisa sobre a hipotricose capilar, como vai ficar a par das soluções que temos para si.

 

O que é a hipotricose capilar?

Como vimos, a hipotricose capilar é uma condição genética que pode ser hereditária ou congénita.

Na prática, esta condição dá origem a um processo gradual de perda de pelo ou cabelo, cujo início se começa a constatar logo nos primeiros anos de vida e que vai progredindo com a idade. 

Não raro, é possível que o paciente apresente zonas do corpo com total ausência de cabelo, por volta dos 25 anos.

Zonas do corpo?

Sim, o que distingue a hipotricose capilar de outras condições genéticas são os padrões de crescimento do cabelo. 

Neste caso, os padrões são irregulares. Ou seja, existem zonas do corpo onde o crescimento capilar é absolutamente normal e continua a crescer; e outras nas quais esse crescimento é interrompido por zonas que apresentam total ausência de cabelo.

Se este é o seu caso, o mais provável é sofrer de hipotricose capilar.

Mas há dois sintomas aos quais deve prestar atenção.

 

Sintomas da hipotricose capilar

Há dois sintomas essenciais.

O primeiro sintoma aparece nos primeiros anos de vida, ainda durante a infância. 

À medida que os cabelos vão caindo, de forma natural, vão dando lugar a outros, mais finos que os anteriores. Estes, depois de caírem também de forma natural, voltam a crescer novamente, mas agora ainda mais finos.

Este processo vai tendo lugar ao longo dos anos, até que a um dado momento, por volta dos vinte e poucos anos, o cabelo deixa de crescer por completo.

O segundo sintoma começa a aparecer ao longo deste processo. E está diretamente ligado ao primeiro.

À medida que a queda de cabelo se vai tornando cada vez mais evidente, começamos a constatar que isso apenas acontece em determinadas zonas do corpo, ao invés de ser uma condição generalizada.

As zonas nas quais o cabelo deixa de crescer devido à hipotricose capilar dá então origem a outras condições médicas, tais como a Alopecia, por exemplo.

E é aqui que entra em cena o tratamento para a hipotricose capilar.

 

Tratamento para a hipotricose capilar

Infelizmente, não existe ainda nenhum tratamento reconhecido para a hipotricose capilar.

O que existem são soluções que se concentram nas condições médicas que daí possam surgir.

Tanto para as mulheres como para os homens, existem várias opções para o tratamento capilar que procuram responder aos problemas relacionados com a perda de cabelo, em geral.

No entanto, para que seja possível encontrar a melhor solução para o problema é necessário ter conhecimento acerca da sua origem.

Estes tratamentos são depois prescritos por uma equipa especializada, após uma consulta de avaliação que pode marcar.

Depois da avaliação, a causa para a queda de cabelo é confirmada e são-lhe apresentadas uma série de possíveis soluções, nas quais se incluem o transplante capilar, através da técnica FUE. 

E se a causa para a queda de cabelo for a hipotricose capilar?

 

Causas para a hipotricose capilar

A principal causa para a hipotricose capilar é genética.

Ou seja, na prática, esta é uma condição cuja causa é impossível de prevenir. 

É por isso mesmo que as soluções que procuram responder a este problema se focam nas condições médicas que daqui possam surgir.

É sempre importante lembrarmos que cada caso é um caso e que, em princípio, a maioria das zonas do corpo que necessitam de pelo ou cabelo, tanto por motivos de saúde como por motivos de estética ou autoconfiança, podem ser rejuvenescidos através das soluções apresentadas pela Master Group.

Partilhe o artigo:

artigos relacionados