Feridas no Couro Cabeludo

08 fevereiro 2022 | Doenças capilares|
Feridas no Couro Cabeludo

Existem várias razões para o aparecimento de feridas no couro cabeludo. As suas causas podem ir desde a Alopecia Seborreica até a condições mais complexas do corpo humano, como é o caso da psoríase, uma doença autoimune.

Na verdade, até algumas reações adversas ou alérgicas a alguns produtos químicos de tratamentos capilares podem dar origem a feridas no couro cabeludo. Como já deve estar a adivinhar, esta é uma situação bastante comum por entre toda a população.

Mesmo assim, para tratar devidamente as feridas no couro cabeludo é sobremaneira importante diagnosticar a causa correta para o seu aparecimento. Isto porque as feridas no couro cabeludo não têm tratamento – antes, são uma consequência de uma outra condição que afeta os folículos capilares e que, nos casos mais graves, podem levar à queda de cabelo.

Neste artigo, vamos explicar tudo o que precisa saber acerca das feridas no couro cabeludo, mas, mais do que isso, vamos abordar as suas possíveis causas e o que pode fazer para as tratar devidamente.

 

O que são feridas no couro cabeludo?

As feridas no couro cabeludo são ferimentos ou lesões com diferentes tamanhos que surgem no couro cabeludo de muitas pessoas.

Antes de passarmos às causas que podem dar origem a estas lesões, importa notar que as mesmas aparecem devido ao comportamento dos pacientes. 

Contudo, é uma ação inevitável. Seja qual for a causa subjacente, a verdade é que existe sempre uma associação entre essa causa e uma sensação de irritação ou comichão muito forte.

Mesmo sem querermos, somos levados a coçar a cabeça. Sem repararmos, acabamos por coçar demasiadas vezes na mesma zona da cabeça e isso, por sua vez, é o que realmente causa estas feridas no couro cabeludo.

Mas pode descansar: depois de identificarmos a causa para as feridas no couro cabeludo, o mais certo é a situação resolver-se em pouco tempo. Continue a ler para perceber quais as principais causas que podem levar ao aparecimento das feridas no couro cabeludo e quais as medidas de prevenção que pode tomar para as evitar.

 

Causas para as feridas no couro cabeludo

Existem várias causas para as feridas no couro cabeludo. Em seguida, abordamos aquelas que são consideradas mais comuns e, no final, damos nota de alguns casos raros que, no entanto, devem ser tidos em conta.

 

Alopecia Seborreica

A alopecia seborreica é um tipo de alopecia, cuja origem se encontra numa dermatite capaz de causar no paciente uma enorme comichão. A dermatite seborreica responsável por este tipo de queda de cabelo é também conhecida por outro nome: caspa. 

A comichão que provoca leva os pacientes a criarem feridas no couro cabeludo e a danificarem os processos de renovação dos folículos capilares.

 

Foliculite

Apesar de poder causar alguma dor ou comichão, a foliculite é, normalmente, uma condição que não deve gerar muitas preocupações. 

Mesmo assim, quando não tratada devidamente, pode dar origem a feridas no couro cabeludo e, por isso, a cicatrização e perda permanente do cabelo.

 

Psoríase

No caso da psoríase, estamos a falar de uma doença autoimune, não contagiosa, que pode ocorrer na zona da cabeça, mas também em qualquer parte do corpo.

Alguns dos sintomas da psoríase incluem o aparecimento de manchas vermelhas, comichões ou descamações e, nos casos mais graves, pode mesmo levar à queda de cabelo.

 

Pitiríase

A pitiríase capilar é uma infeção que provoca a descamação e a comichão em toda a zona da cabeça.

Esta é uma condição provocada por fungos naturalmente presentes, mas que são ativados devido a fatores externos como o nível de stress ou a fatores internos como a alteração dos níveis de pH do corpo. 

 

Piolhos

Uma infestação de piolhos pode ocorrer em qualquer altura das nossas vidas, embora seja mais comum nas faixas etárias mais jovens, dando origem a feridas no couro cabeludo infantil.

O nome técnico dado a esta doença é a pediculose e a comichão é mesmo o seu principal sintoma, principalmente na zona da nuca e atrás das orelhas.

Como pode ver, existem várias causas responsáveis pela criação de feridas no couro cabeludo.

Estas, são apenas as principais, às quais se adicionam ainda outras, tais como a possibilidade de desenvolver alergias a certos tipos de produtos químicos, utilizados para a criação de alguns produtos do dia a dia, como são os champôs, por exemplo.

Contudo, existem também outras condições que, embora mais raras, devem igualmente ser mencionadas. Desta feita, a mais notória é a doença do cancro da pele. Dentro deste quadro clínico, existem vários fatores que podem dar origem a feridas no couro cabeludo.

Mesmo assim, o mais comum é estas lesões estarem associadas a uma das condições capilares descritas acima e cujo tratamento depende de caso para caso.

 

Tratamento para as feridas no couro cabeludo

Tendo em conta o número de causas possíveis para o aparecimento de feridas no couro cabeludo, é natural que o número de tratamentos disponíveis esteja diretamente associado a uma dessas causas.

Assim, para que possa tratar das suas feridas no couro cabeludo é imprescindível uma consulta de avaliação, de modo a diagnosticar corretamente a causa associada e planear um tratamento adequado.

Por exemplo, no caso da pediculose (piolhos), existem no mercado um sem-número de opções disponíveis, incluindo champôs e loções, mais ou menos apropriadas para cada caso em particular. Noutras doenças capilares, como a dermatite seborreica ou a psoríase, os tratamentos divergem, principalmente por estas serem doenças que, embora não tenham ainda cura conhecida, podem ser controladas.

Em casos avançados, nos quais as feridas no couro cabeludo danificam por completo os folículos capilares, pode dar-se origem a uma alopecia cicatricial.

Nestes momentos, o tratamento deve primeiro incidir na causa subjacente e, mais tarde, passar pelo transplante capilar. 

Mas talvez a melhor forma de tratar as feridas no couro cabeludo seja mesmo a prevenção.

 

Como prevenir feridas no couro cabeludo

Como em quase tudo o que está associado à área da saúde, também a higiene tem um papel central no que toca a prevenir feridas no couro cabeludo.

Lavar bem o cabelo, com os produtos mais adequado, é essencial neste tipo de medidas de prevenção.

Ao mesmo tempo, deve também evitar tapar ou prender o cabelo molhado, bem como recorrer a qualquer tipo de cuidados ou medicamentos caseiros. Siga à risca as orientações dadas pelo seu médico.

Embora as feridas no couro cabeludo possam ser prevenidas, tomando medidas de prevenção associadas às suas causas, a verdade é que, mesmo assim, podem aparecer devido a outros fatores ora desconhecidos, ora camuflados. 

No caso de sentir alguns dos sintomas descritos, ou estiver mesmo com feridas no couro cabeludo, marque uma consulta de avaliação de modo a diagnosticar a causa o mais cedo possível.

Partilhe o artigo: