Cabelo Molhado – Sabe que cuidados deve ter?

04 abril 2018 | Curiosidades| Dicas para cabelos|
Cabelo Molhado – Sabe que cuidados deve ter?

Dormir com cabelo molhado

Quantas vezes, seja por falta de tempo seja mesmo por preguiça, lavamos os cabelos e não os deixamos secar devidamente ao natural ou com ajuda de um secador. Já lhe aconteceu, por exemplo, acabar de tomar banho e ir diretamente para a cama dormir com os cabelos molhados.

A este propósito, embora seja mito que dormir com os cabelos molhados apodreça a raiz, a verdade é que dormir com o cabelo húmido pode trazer outras consequências. Nomeadamente o aparecimento de fungos e de micoses, em especial naquelas pessoas que já possuem uma tendência natural para a formação de caspa.

 

Cabelo volumoso

O mesmo acontece quando lavamos o cabelo e de imediato, numa tentativa de controlar mais facilmente o seu volume, prendemos os fios de cabelo ainda molhados. Mais uma vez para além de criarmos um espaço propício ao aparecimento de fungos, esta situação em concreto pode gerar um enfraquecimento da raiz e uma queda precoce dos fios de cabelo.

 

Cabelo liso

Se utiliza as placas alisadoras no cabelo, tenha a preocupação de o fazer apenas e só quando o cabelo já estiver completamente seco. A colocação destas placas a altas temperaturas no cabelo húmido, configura uma agressão imediata para o cabelo que para além de ficar queimado acaba por cair.

 

Temperatura da água

O uso de água extremamente quente na lavagem dos cabelos pode torná-los opacos e ainda estimular o desenvolvimento de seborreia.

Concluindo podemos dizer que cabelos desidratados, opacos e com fios com tendência para quebrar são alguns do efeito do uso inadvertido da água sobre os cabelos. Para que esta situação seja minimizada é fundamental que se escolham para o cabelo o shampoo e demais produtos adequados que podem minimizar estes efeitos nefastos.

 

Cabelo Molhado – Piscina e Praia

A água possui propriedades e caraterísticas que devem ser ponderadas no seu uso em contato com os cabelos.

Desde logo é necessário atentar ao cloro que se encontra presente na água de uma maneira geral que é distribuída na rede de abastecimento público e especialmente em determinados espaços de uso coletivo, como sejam as piscinas.

De facto, o cloro existente pode remover a proteção natural da fibra dos cabelos, promovendo uma rutura da cutícula dos fios. É por esta razão que o hábito de molhar permanentemente o cabelo com vista a retirar-lhe volume é prejudicial aos fios, tornando-os mais opacos e fragilizados.

Estas preocupações são ainda extensíveis à água do mar, isto é, água salgada, cujo uso continuado pode provocar efeito idêntico nos cabelos.

Partilhe o artigo:
OS NOSSOS PARCEIROS