Alopecia por Tração

09 dezembro 2021 | Doenças capilares|
Alopecia por Tração

A alopecia por tração ou alopecia tracional é uma condição capilar que afeta maioritariamente as mulheres.

Neste caso, a perda de cabelo ocorre devido à intensidade com que fios e raízes capilares são constantemente puxados, nomeadamente por causa de alguns tipos de penteados utilizados todos os dias.

É esta força excessiva contínua que dá origem à alopecia por tração.

Por vezes, pode mesmo arrancar os fios de cabelo pela raiz. Noutras, pode inflamar o couro cabeludo ou causar danos sérios nos folículos capilares.

Em casos mais graves chega a influenciar o ciclo de vida capilar ou a interromper permanentemente o nascimento e crescimento de novos fios de cabelo.

Por si só, a perda de cabelo é já uma situação frustrante. Mas quando percebemos que a causa para a perda de cabelos se deve tão só a uma questão de hábitos, a frustração aumenta naturalmente.

Por outro lado, a prevenção da alopecia por tração acaba por ser isso mesmo: uma questão de hábitos. 

Neste artigo, partilhamos consigo tudo o que precisa de saber acerca da alopecia por tração, incluindo os sintomas principais e respetivos tratamentos.

 

O que é a alopecia por tração?

A alopecia por tração é um tipo de alopecia cuja perda de cabelo se deve a uma tensão contínua que puxa os fios de cabelo.

Esta tensão é fruto do tipo de penteado utilizado todos os dias. Durante semanas, meses e, por vezes, anos, a força excessiva a que fios e raízes de cabelos estão expostos leva a uma perda capilar gradual e ao aparecimento da alopecia por tração.

Desde um simples rabo-de-cavalo até ao tipo de penteados mais complexos, a alopecia por tração pode afetar tanto os adultos como as crianças.

Contudo, o seu aparecimento tende a ser mais reconhecido nos cabelos longos e pesados, bem como à medida em que idade aumenta e os folículos capilares se vão tornando mais fracos e propensos à queda.

 

Causas para a alopecia por tração

As causas para a alopecia por tração estão diretamente associadas à tensão provocada pelo constante esforço nos fios e raízes do cabelo. A queda de cabelo resultante costuma ser localizada, normalmente nas zonas das têmporas e testa.

Contudo, a zona da cabeça afetada pela alopecia por tração acaba por depender sempre do local onde a tensão capilar existe e que obriga o couro cabeludo a esticar e a inevitavelmente partir, literalmente, pela raiz dos cabelos.

 

Sintomas de alopecia por tração

A alopecia por tração começa por se fazer notar principalmente nas zonas “fronteiras” do couro cabeludo, nomeadamente têmporas, franjas, nuca e por trás das orelhas.

Além de uma perda de fios de cabelos maior do que o normal, as fases iniciais da alopecia por tração podem incluir alguma comichão e/ou vermelhidão, bem como dar origem ao efeito de escamas e até pústulas.

Nesta fase, a alopecia por tração pode ainda ser reversível, mediante o diagnóstico correto e o tratamento mais adequado.

À medida em que a condição vai evoluindo, o volume dos cabelos vai diminuindo até a um ponto irreversível, momento no qual o transplante capilar se apresenta como a única solução viável.

Marque já a sua consulta de avaliação na Master Group.

 

Tratamentos para a alopecia por tração

O tratamento para a alopecia por tração começa no diagnóstico que deve ser realizado o mais cedo possível.

Para um diagnóstico completo, existem algumas técnicas e testes que demonstram o comportamento do couro cabeludo perante determinados tipos de esforços e que confirmam a alopecia por tração. 

Mesmo assim, é importante que tanto o médico como o paciente se mantenham atentos, uma vez que é também possível dois tipos de alopecias coexistirem num mesmo couro cabeludo.

Depois de confirmado o diagnóstico, existem duas vias de tratamento. Estas dependem da fase em que se encontra a alopecia por tração. Se na fase inicial, uma mudança de hábitos e de penteados poderá ser suficiente para reverter a situação. 

No caso do couro cabeludo se encontrar já inflamado, por exemplo, poderá ser necessária a prescrição de alguns anti-inflamatórios.

Do mesmo modo, existem diferentes tipos de medicamentos que podem ser utilizados para ajudarem a reverter a alopecia por tração. Contudo, na fase mais avançada, o transplante capilar torna-se mesmo a única solução viável.

Na Master Group, os transplantes capilares são realizados de acordo com a técnica FUE (Follicular Unit Extraction). O FUE é uma técnica inovadora, minimamente invasiva e com um tempo de recuperação reduzido.

 

Como prevenir a alopecia por tração

A prevenção da alopecia por tração pode ter início logo nos primeiros anos de uma criança. Contudo, estes hábitos de prevenção surtem efeito em qualquer idade.

Uma vez que a alopecia por tração se deve ao esforço e à tensão colocada sobre determinadas zonas capilares, a maior prevenção passa pelo relaxamento dessas mesmas zonas.

Para isso, devem-se evitar determinados tipos de penteados, principalmente no caso de começar a sentir alguns dos sintomas associados à alopecia por tração.

Penteados como as tranças ou o mais simples dos rabos-de-cavalo são alguns dos exemplos, embora seja efetivamente os mais casuais. 

Noutros casos, o esforço adicional colocado nas raízes do cabelo pode estar relacionado a questões religiosas ou a determinadas tradições culturais, bem como a profissões específicas, como é o caso da dança, por exemplo.

Ao mesmo tempo, outras opções estéticas como o alisamento de cabelos deve ser reduzido ao mínimo, uma vez que podem também dar origem à alopecia por tração.

Por último, em caso de dúvida, não hesite em contactar um especialista na matéria, como é o caso da equipa da Master Group, sempre disponível para responder a todas as suas questões.

Partilhe o artigo: