Correção de Outros Transplantes

Algumas vezes é possível reparar, de imediato, que determinada pessoa fez um transplante capilar, normalmente quando o resultado obtido foi pouco estético e/ou com um aspeto artificial.

 

 

COMO SE NOTA QUE UM TRANSPLANTE CAPILAR FOI MAL FEITO?

  • Linhas da frente pouco naturais: inclui linhas frontais demasiado baixas, com poucas irregularidades ou completamente retas, com assimetrias evidentes, tufos, etc.;
  • Pouca densidade: situação em que o couro cabeludo é visível porque o número de fios de cabelo transplantados foi insuficiente (não houve boa cobertura);
  • Cicatrizes visíveis: quando as cicatrizes na zona dadora ficaram muito extensas ou grossas, após transplante capilar usando a técnica da tira ou “STRIP”.

O transplante capilar, quando bem executado, tem resultados absolutamente naturais e satisfatórios. 

A nossa equipa domina as técnicas necessárias para corrigir algumas falhas de outros procedimentos, normalmente realizados por profissionais menos experientes, que não são devidamente certificados ou que, por oferecer um preço menor, não usam o tempo necessário para uma cirurgia minuciosa e cuidada

 

MÉTODOS DE CORREÇÃO: O QUE FAZER QUANDO UM TRANSPLANTE CAPILAR CORRE MAL?

Os métodos de correção incluem: 

  • Camuflagem: para linhas da frente pouco naturais, as mesmas são desenhadas novamente através da implantação de unidades foliculares com um único fio de cabelo;
  • Remoção de tufos: principalmente da linha da frente, com redistribuição dos cabelos transplantados, devolvendo a forma natural. A remoção é feita com punchs de até 1mm de diâmetro. Em certas situações a remoção dos cabelos pode ser feita por laser;
  • Transplante capilar: para aumentar densidade em casos que necessitem de reforço;
  • Correção de cicatrizes: através de transplante de cabelos para a zona cicatricial. Em casos mais graves é possível remover a cicatriz ou camuflá-la através de dermopigmentação.
OS NOSSOS PARCEIROS