Técnica de Transplante Capilar FUE

Antigamente os transplantes eram feitos com enxertos de 3-4mm, contendo até 25 cabelos, dando um aspeto artificial, tipo tufos ou “cabelo de boneca”. Durante os anos 90, foi criado o transplante capilar de unidades foliculares (FUE). Desde então, vários avanços nas técnicas têm contribuído para resultados cada vez mais naturais.

 

FUE – A ARTE DO TRANSPLANTE DE CABELO

A técnica FUE (Follicular Unit Extraction) é uma técnica inovadora de transplante capilar, minimamente invasiva, e com um tempo de recuperação bastante curto.

Após uma consulta de avaliação, em que analisamos as causas de calvície e queda de cabelo, são realizados exames pré-operatórios (análises ao sangue e eletrocardiograma simples) que avaliem o estado geral de saúde do paciente. O transplante é realizado retirando as unidades foliculares, uma a uma, da zona doadora do paciente, recolocando-as na zona calva.

 

SEM PONTOS, SEM CICATRIZES E O MAIS NATURAL POSSÍVEL

Por retirar as unidades foliculares individualmente, em vez de enxertos de couro cabeludo, o transplante capilar FUE permite que a zona doadora fique livre de cicatrizes visíveis. Os pequenos pontos milimétricos esbranquiçados, que podem restar na zona doadora, são muito discretos e impercetíveis, possibilitando o uso de cortes de cabelos bastante curtos.

 

Cicatriz técnica STRIP

Técnica Fue - Sem cicatrizes perceptíveis


Outro fator determinante para a naturalidade dos resultados é o desenho correto da linha frontal do transplante (linha da frente ou hairline). A linha frontal deve acompanhar as entradas naturais de forma harmoniosa, evitando uma linha reta ou de início abrupto. 

Para se atingir um resultado absolutamente natural, é necessário imitar também a penugem que antecede as primeiras linhas da frente. Para isso, são utilizados fios de cabelo ultrafinos que são implantados à frente dos demais, assegurando sofisticação e perfeição no resultado final.

 

SEGURO, INDOLOR, RÁPIDO E EFICAZ

Cada transplante é realizado sob anestesia local e dura em média 5 a 7 horas. Esta é uma cirurgia de grau I, ou seja, o grau mínimo de risco para qualquer cirurgia. A longa duração deve-se à técnica minuciosa e sofisticada que é utilizada.

São transplantados 2500 a 6000 fios de cabelo (em 1 ou 2 dias de procedimento) sem que o paciente sinta qualquer dor. Não há necessidade de internamento e o paciente regressa a casa, no final da intervenção, sem pontos ou pensos.

É muito importante que a toda equipa médica seja dotada, não apenas de extenso conhecimento anatómico e científico, mas também de um apurado sentido estético. É a preocupação com os vários pequenos detalhes que fará uma enorme diferença entre um excelente resultado e um mau resultado.  Por isso é nossa prioridade garantir que a nossa equipa seja formada apenas pelos profissionais mais qualificados e experientes.

OS NOSSOS PARCEIROS