Calvicie Feminina

O QUE CAUSA A QUEDA DE CABELO EM MULHERES?

A calvície androgenética (alopecia androgenética) é uma das principais causas para a queda de cabelo nas mulheres e afeta entre 20% e 40% da população feminina. Este fenómeno está intrinsecamente relacionado com a presença de hormonas sexuais (androgénios) no folículo piloso geneticamente predisposto à doença.

Nos folículos geneticamente marcados, existe um aumento da conversão da testosterona DHT (dihidrotestosterona) pela enzima 5 alfa-redutase, o que provoca a queda de cabelo, tanto em homens como mulheres. No entanto, as mulheres têm formas menos intensas de calvície (queda de cabelo feminino) do que os homens, devido a níveis mais baixos de testosterona e enzima 5 a-redutase nos folículos do couro cabeludo.

 

 

O estrogénio (hormona sexual feminina) pode, até certo ponto, proteger os folículos dos efeitos dos andrógenos. Com a menopausa, há diminuição hormonal e portanto, a queda de cabelos pode intensificar-se, tornando a calvície/alopecia feminina mais evidente.

Quanto mais cedo se inicia a perda de cabelo, mais severo será o padrão de evolução da calvície. O quadro clínico da calvície poderá ser ainda mais intenso se a mulher apresentar alterações hormonais associadas, como a síndrome do ovário poliquístico ou o hirsutismo.

 

CALVÍCIE FEMININA: PROCESSO E TRATAMENTOS

A calvície androgenética nas mulheres apresenta-se com afinamento e rarefação  dos cabelos em toda a cabeça, sendo mais visível na zona superior. Surge, por isso, um padrão em árvore de natal, ou seja, o risco que divide a zona central da cabeça vai aumentando em largura.

A calvície total é rara em pacientes do sexo feminino, embora isso possa acontecer em casos mais severos e em mulheres de idade mais avançada (após a menopausa).

A queda e ausência de cabelos tem um efeito psicológico negativo sob as mulheres, podendo gerar grande ansiedade, sendo comum o início de estados depressivos e baixa autoestima. 

 

 

A calvície feminina pode ser tratada, através de vários tratamentos capilares, como o uso de medicamentos que visam evitar a ação hormonal sobre os folículos (medicamentos anti androgénicos), que podem ser usados por via oral ou sob a forma de loções aplicadas diretamente no couro cabeludo. Também é possível estimular o crescimento dos cabelos com o uso de suplementos vitamínicos.

Atualmente o transplante capilar é a única solução definitiva para o tratamento da calvície androgenética feminina.

OS NOSSOS PARCEIROS